O PMI® e a Agile Alliance® uniram forças para criar um guia de práticas ágeis com a intenção de desenvolver uma maior compreensão dessas práticas, com ênfase na forma como a Agile se relaciona com a comunidade de gerenciamento de projetos.

A nova versão do Project Management Body of Knowledge (PMBOK) também surge com a intenção de aproximar a conversa entre as boas práticas sugeridas pelo PMI e as práticas ágeis comuns no mercado.

O PMBOK 6 referencia este novo guia ágil em sua construção do corpo de conhecimento e informações em gerenciamento de projetos.

O Agile Practice Guide foi desenvolvido como um recurso para entender, avaliar e usar abordagens ágeis e híbridas. Esse guia de prática fornece orientação sobre quando, onde e como aplicar abordagens ágeis e fornece ferramentas práticas para profissionais e organizações que desejam aumentar a agilidade.

Para ajudar aqueles que têm uma formação tradicional na transição do gerenciamento de projetos para uma mentalidade ágil, é apresentado um mapeamento de conceitos ágeis para os Grupos de Processo de Gerenciamento de Projetos e Áreas de Conhecimento definidos no Guia PMBOK.

O mapeamento descreve como as abordagens híbridas e ágeis tratam os atributos descritos nas áreas de conhecimento do guia tradicional no PMI, mostrando como as práticas podem conversar entre si para gerar valor no gerenciamento de projetos.

O alinhamento entre os guias de prática do PMI e os padrões propostas pelas metodologias ágeis é importante. As pessoas procuram esses documentos, não apenas para orientação sobre como realizar o trabalho, mas também como definições de termos e, muitas vezes, como base para seus próprios padrões corporativos ou de condução de projetos.

Outro ponto importante que chama atenção no desenvolvimento deste guia é a aproximação feita entre PMI e Agile Alliance, buscando responder perguntas que o mercado se fazia sobre suas formas de olhar para gerenciamento de projetos e para unificar o que se tem estudado a respeito do tema.

Acreditamos que a aproximação da forma com que o conhecimento é construído, disseminado e colocado em prática pelas organizações é muito importante, pois consegue fazer que o mercado internacional de gerenciamento de projetos possa ir de forma mais direta ao ponto e que os profissionais possam construir seus conhecimentos com referências que se inter-relacionam.

Autor: William Meller
12 de setembro de 2017