Pelo terceiro ano consecutivo, o PMIRS apoia a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para a realização do curso de Pós-Graduação Lato Sensu, Especialização em Gestão de Projetos ofertado pelo Departamento de Engenharia de Produção e Transportes (DEPROT) da UFRGS. O curso terá início em março de 2018 e terminará em dezembro de 2019. As inscrições estão abertas pelo site.

Os professores do pós-graduação representam as duas instituições parceiras da iniciativa. Entre os conteúdos que constituem o cronograma de aulas estão: Comunicação e Gestão de Stakeholders; Ciclo de vida em Projetos e Gestão da complexidade; Gestão de requisitos, escopo e qualidade; Liderança e Gestão de Recursos Humanos; Análise e Gestão de Riscos; Compreendendo a Gestão de Projetos; Gestão de Portfólio na prática; Controle Estatístico de Processos e Seis Sigma; Gestão de tempo, custos e recursos; Gestão avançada de custos e tempo; Teoria das restrições e mudanças organizacionais; Projetos Governamentais; Gestão organizacional de Projetos e o PMO - escritórios de projeto; Negociações e Contratos e Revelando a Gestão de Projetos: uma experiência ativa. 

Saiba mais sobre a iniciativa, através de entrevista com a coordenadora do curso, professora Stefani Carisio:

Quais são as novidades desta edição? Estamos sempre fazendo ajustes de um semestre para o outro, buscando alinhar as disciplinas com expectativas manifestadas nas avaliações feitas disciplina a disciplina. Dentre as alterações incluímos oficinas práticas no período de julho, nas quais os alunos consolidam os conhecimentos adquiridos até aquele mês. Também estamos organizando um evento de apresentação dos trabalhos de finalização de curso para integração dos alunos entrantes e egressos. Essas duas novas ações funcionam como marcos no cronograma do curso. Outras mudanças estão em andamento e devem ser divulgadas a partir de março de 2018.

Qual é o balanço que fazem das primeiras edições? Foi uma experiência muito gratificante. Tivemos uma troca de experiências entre o grupo de alunos, e entre estes e os professores/instrutores. Além de networking, a multidisciplinaridade do grupo de alunos traz desafios de gestão de projetos que auxiliam no engrandecimento da área e rica troca de conhecimentos durante as disciplinas.

Em relação ao público e ao foco do pós-graduação, que especificidades a Universidade e a Escola de Engenharia visualizam? A multidisciplinaridade do grupo de alunos enriquece a dinâmica de aulas. Também buscamos aplicação de ferramentas de engenharia na solução dos problemas de gerenciamento de projetos, o que é, certamente, um grande diferencial. Também procuramos, sob o ponto de vista didático, oferecer um ensino com práticas ativas, que coloca o aluno no centro da aprendizagem. Para isso usamos casos, projetos de aula, dinâmicas de grupo e outras práticas ativas.

O que os profissionais buscam com o curso?
Uma formação que trabalha o lado acadêmico e prático do gerenciamento de projetos, atualizado com instrutores do mercado e também da academia, com acesso a informações e conteúdos que estão na fronteira do conhecimento. O apoio do PMIRS tem sido relevante e fundamental na construção prática e pedagógica do nosso curso.

 

30 de janeiro de 2018