Potencializar habilidades em gerenciamento de projetos brincando. Instrumentalizar-se para planejar os próximos passos da carreira. Conhecer pontos fortes e fracos na forma de se comunicar. Os workshops incluídos na programação do 13o Congresso de Gerenciamento de Projetos buscaram contemplar diversas áreas. 

No último dia do evento, 18/11, os participantes aprenderam sobre a abordagem Project Thinking, desenvolvida por Eduardo Freire, no Dtex Design Thinking Experience Day. Segundo o especialista, o conceito é aprendido através de uma experiência em que cada um dos participantes desenvolve um presente para um colega que, até então, é desconhecido. Eles aprendem a entregar o que o outro quer, sem conhecê-lo.

Débora Brum, que ministra Estratégias para Comunicação Eficaz, conta que o diferencial do workshop é utilizar o ferramental da fonoaudiologia empresarial. "Primeiramente, incentivamos o conhecimento dos seus pontos fortes e fracos e, depois, os participantes são instrumentalizados com técnicas para aprimorar sua comunicação pessoal", conta. No workshop Project Management Skills, a expectativa do consultor Thiago Ayres é, ensinando o ferramental do PMDC, que os alunos possam utilizar para desenvolver suas carreiras e influenciar suas equipes
 
Durante o Agile Lego Challenge, Victor Massari, desenvolve uma dinâmica de planejamento e execução de um projeto de construção de uma cidade utilizando peças de Lego e modelos híbridos com Scrum+Kanban+Lean+PMBOK, exercitando situações vivenciadas na vida real em projetos. O especialista garante: é possível aprender e vivenciar o dia a dia de gerenciamento de projetos de uma maneira mais leve. Através do workhop, Massari quer passar essa ideia para os gerentes de projetos.
18 de novembro de 2016