Aos sábados, durante o ano de 2016, filiados e convidados se reuniram com a propósito de desenvolver suas redes de relacionamento e aprender sobre gerenciamento de projetos através de abordagens diferenciadas. Na última edição, a proposta foi debater a complementariedade dos métodos tradicionais e ágeis. Para isso, foram convidados dois dos maiores especialistas brasileiros nessas áreas: Mauro Sotille e Rafael Prikladnicki. O debate foi mediado pelo VP de Filiação, Guilherme souto.
 
Um dos responsáveis pela fundação dos primeiros capítulos do PMI no Brasil e ex-presidente do PMIRS, Mauro Sotille, um defensor da adoção do hibridismo, destacou que a integração entre as abordagens tradicionais e ágeis tem sido cada vez mais considerada pelo PMI. Sotille lembrou que a 6a edição do Guia PMBOK® deve incluir um anexo ágil a cada uma das dez áreas. Ele argumentou que a utilização de metodologias mais tradicionais se faz necessária quando há clareza nos requisitos do projeto, e que esse é um critério que pode ajudar a esclarecer sobre a utilização de certas metodologias.  
 
Filiado que integrou a primeira turma a ser certificada com a PMI-ACP® no mundo e atual diretor do Tecnopuc, Rafael Prikladnicki, definiu agilidade como um paradigma para projetos dentro de um contexto mais complexo. Entre as características que podem ajudar sobre a decisão pelo uso de metodologias ágeis está a necessidade de entregas frequentes, o envolvimento de equipes que se auto organizam e que precisam demonstrar constantemente entrega de valor ao cliente. 
 
O debate seguiu em cima de mitos sobre as metodologias e seu uso. A íntegra dele será publicada na Revista do PMIRS no mês de novembro. 
 
Nas demais edições do Almoço com Projetos realizadas durante o ano, os temas abordados e os especialistas convidados mostraram toda diversidade que envolve o dia a dia de um profissional de gerenciamento de projetos. O CEO da Imply Tecnologia Eletrônica, Tironi Ortiz, falou sobre inovação e projetos disruptivos no primeiro evento no ano. Em outra oportunidade, o especialista em Recursos Humanos, Paulo Camargo, mostrou o poder do networking, quando também o consultor e fundador da empresa Shinsei Kan, Leandro da Rosa, mostrou como os fundamentos das artes marciais podem colaborar com a gestão de projetos. Por fim, no terceiro Almoço com Projetos, o tema trazido pela palestrante Beatriz Benezra foi a Gestão do conhecimento alavancando a maturidade em GP.
 
Confira imagens que marcaram os quatro Almoço com Projetos, organizados pelos voluntários da Diretoria de Eventos Estratégicos, da VP de Desenvolvimento Profissional do PMIRS.  
03 de outubro de 2016